Quando me percebi gorda

Quando me percebi gorda

Você não dorme e acorda e diz: pronto, agora sou gorda! Não é assim que funciona. Pelo menos comigo não foi assim. Os quilos foram chegando, os números na balança aumentando, mas eu não via diferença nenhuma em mim, nem quando olhava no espelho. Mas esse momento de se perceber enquanto uma mulher gorda uma hora chega. E ela não chega quando você engorda 20kg, ou quando aquela tia comenta: engordou, né?! ou quando você nota aquela papadinha nas fotos.

O processo de se entender como gorda é bem complexo e envolve dispositivos psicológicos elaborados até que se possa chegar ao ponto de conseguir dizer que é gorda. E por quê é tão difícil? Porque ninguém quer se identificar com um grupo que é marginalizado, preterido e inferiorizado pela sociedade. Por isso você precisa de alguns anos acumulando coragem para dizer: SIM, EU SOU GORDA! E não se sentir mal com isso.

9e2e52a9015f3319b262992a5d74425d

E eu só consegui reunir essas forças quando conheci o Feminismo. Quando o Movimento me mostrou que meu corpo também era lindo, que ele não era algo nojento como queriam que eu acreditasse. Quando conheci várias mulheres como eu, gordas, que são felizes, empoderadas, sensuais, inteligentes, bem sucedidas e que irradiam vida e bem estar. A partir daí eu pude me identificar com um grupo que ao invés de fazer eu me sentir feia, indesejada, inferior, fez eu me sentir linda, desejada, maravilhosa! Foi aí que eu me percebi GORDA e sem medo de assumir.

Se entender enquanto gorda não quer dizer que eu vá me entupir de porcarias, não vá me exercitar, vá apenas engordar mais e mais. Isso só quer dizer que eu me sinto bem com o meu corpo, que eu não choro com medo da solidão, que eu curto as minhas curvas, que eu me acho maravilhosa independente dos números na balança.