Quando ser gorda interfere no seu relacionamento com os outros

Quando ser gorda interfere no seu relacionamento com os outros

Eu comecei a engordar rapidamente aos 8 ou 9 anos de idade devido à Síndrome dos Ovários Policísticos. A partir de então passei a ganhar apelidos e sofrer gozações. O que hoje se convencionou chamar de bullying, no meu colégio chamavam de brincadeira. Bem, eu não achava engraçado.

Essa rotina de agressões diárias interfere bastante no modo como você se relaciona consigo mesma e com os outros. Se tantas pessoas, textos, propagandas, novelas e programas de tv falam que há algo errado com o seu corpo, fica muito difícil não acreditar que isso não é real.

Eu sempre andava com os meninos, ficava muito próxima deles, mas não namorava ou ficava. Colecionei relacionamentos platônicos na adolescência.

Haviam horas de conversas, haviam indiretas, haviam comentários, haviam aqueles momentos onde ambos se calam, olhos se encontram e… daí não passava.

http://blogfattitude.com/gordinha-e-o-gordinho/
http://blogfattitude.com/gordinha-e-o-gordinho/

Eu não me sentia atraente, muito menos interessante. E como iria me sentir se eu tinha um mundo apontando para mim como se eu fosse uma aberração? Então, eu ficava naquela dúvida se o carinha tinha algum interesse, se queria ser apenas meu amigo ou se era um escroto que estava tirando onda com a minha cara.

Ah Martha, isso beira a paranóia.

Bem que eu queria que fosse paranóia.

Outro dia eu estava conversando com uma amiga, e ela me contou sobre uma guria que é gorda. Ela passava o dia no whatsapp conversando com um conhecido em comum. O carinha começou a dar em cima dela. Mas ao comentar com outras pessoas do grupo sobre isso, alguns reagiram com incredulidade, enquanto outros falaram que ele provavelmente estaria brincando e passaram a fazer piadinhas.

Nesse momento vários flashbacks vieram em minhas lembranças e me identifiquei muito com essa situação.

Um cenário como esse é preocupante por dois motivos.

O primeiro decorre do abalo na auto estima. Afinal, o que essa menina vai pensar ao perceber que seus próprios amigos não acham possível que alguém possa se sentir atraído por ela? Como não se sentir uma anomalia após se deparar com esta reação?

A segunda é pela impossibilidade dessa moça pedir ajuda em casos de assédio. Afinal, gordas não se enquadram no perfil de vítima ideal deste tipo de abuso. No entanto, não é pouco comum que o assediador se confie nesta incredulidade.

Gordas também não se enquadram no papel de namorada. Mãe e esposa até pode ser, por que se imagina que antes de se tornar uma das duas, com certeza era magra. Afinal, um corpo gordo, segundo o discurso que hoje impera, não pode ser desejado por outras pessoas. E quando isso ocorre busca-se uma justificativa.

Quem nunca ouviu alguém falar que “o importante é a beleza interior”, na tentativa de cortar o papo quando o assunto são os  padrões estéticos?

Desculpa aí, mas não preciso de meia sola para a minha auto estima. Eu já falei aqui que ser gorda não é crime.

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/02/150204_dancarina_peso_sucesso_fn
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/02/150204_dancarina_peso_sucesso_fn

Portanto, dispenso qualquer atenuante para isso.

E outra, também não me venha que não tem problema, que “é bom ter onde pegar”.

Para encerrar essa conversa, meu corpo não existe apenas para a satisfação alheia. Quer pegar/apertar algo? Almofadas, bolinhas de tênis e de silicone estão aí para que você faça isso.

Agora vou ali ser feliz. Beijas.

Anúncios

6 comentários sobre “Quando ser gorda interfere no seu relacionamento com os outros

  1. Olá companheira. Me reconheci no seu texto do começo ao fim. O compartilhamento de nossas vivências ajudam nossas irmãs a seguir cada vez mais empoderadas nessa selva chamada vida. Entretanto, um equívoco no seu texto me impediu de compartilha-lo, sou terapeuta ocupacional e a colocação no final foi de muito mau tom. Abraços.

    Curtir

  2. Eu te entendo perfeitamente Júlia…mas de uma forma meio que ao contrario, pois ao em vez de ser gorda eu sou magra! (magra, magra mesmo, magrelinha). E tudo isso aconteceu comigo! Eu nunca consegui engordar mais que 4kg, e cresci ouvindo das pessoas ” Você não come não?”, “Nossa ela é anoréxica?”, ” Menina você tem que engordar!”, “homem gosta de quem tem onde pegar”, “Olha que perninhas finas!”, “você não tem carne, só muculo”, ou a coisas que mais odeio…quando pegam em meu braço fechando a mão nele e fala “nossa que magra” ou “que braço fino!”. Não podia dizer que me sentia mal sendo assim para familiares, pois o único consolo era “para de pensar nisso! todo mundo quer ser magra”….mas não é bem assim.

    Na escola era onde eu mais era zoada, onde mais ouvia gracinhas…e o pior é que algumas cheinhas sempre me olhavam com cara de desprezo ou me zuavam…não era complexo não…sempre foi assim, e acho que elas não gostavam de mim pois deviam achar que eu gostava de ser magrela.
    Passei a minha adolescência toda usando calça legging por baixo das calças jeans. Eu nunca usava shorts ou saia e se pudesse usaria mangas compridas tambem. Eu me olhava no espelho e chorava, queria usar vestido e shorts, eu queria engordar. Tomei de tudo para engordar, pirulas, massa de academia, vitaminas….mas o máximo que consegui foram 4kg.
    Raramente eu falava com garotos…e tentava ao maximo nao conversar com eles…pois eu tinha medo de ser mais zuada, deles estarem dando em cima de mim zuando da minha cara (e tenho quase certeza que quase todos que deram em cima de mim estavam zuando mesmo), mas felizmente eu sempre ignorei eles, e nunca tive interesse por eles.

    Hoje tenho 20 anos…namoro, e aos poucos estou me aceitando mais como a ”magrela que não engorda”. Eu desisti. Uso shorts, uso saia, uso o que eu quiser…e eu queria muito que todas as garotas não passassem o que passei ou o que você passou…pois as coisas que eu ja escutei, apesar de bobas, sempre estarão na minha mente. ❤

    Att.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s