Gorda sofre #primeiroassedio? Machismo, gordofobia e suas relações

Gorda sofre #primeiroassedio? Machismo, gordofobia e suas relações

      Criamos essa página há alguns meses no intuito de ter um espaço confortável e aconchegante para mulheres gordas (e para pessoas que se identificam com o tema), nossa intenção era propiciar um ambiente saudável de discussão sobre por quê as pessoas têm um problema tão grande com gente gordas, principalmente mulheres. Uma vez que nós que escrevemos para a página semanalmente nos identificamos como mulheres.

           Final de outubro para cá, começamos a observar um aumento de curtidas de homens na página, muitos. Até aí tudo ok, tranquilo, queremos que esse seja um espaço que todos tenham acesso e possam conversar conosco. O problema é quando esses homens usam nosso espaço de forma invasiva ou inapropriada. Mensagens enviadas por homens querendo encontros ou “dar só uns beijinhos” começaram a surgir. Ontem mesmo um rapaz deu o número do whatsapp. Infelizmente apagamos, mas podemos compartilhar algumas mensagens que ficaram inbox:

1.jpg

Estamos até internacional:
2

As mulheres sofrem diariamente com assédio na rua. Atualmente, inclusive, o tema se tornou um dos mais comentados nas redes sociais. Hashtags como #primeiroassedio começaram a surgir no twitter e Facebook e muitas mulheres começaram a compartilhar as violências simbólicas (e físicas, psicológicas, etc) que sofreram durante a vida, no intuito de falar mesmo sobre esse machismo e a apropriação do corpo feminino, como se ele fosse algo “público”. E sim, isso acontece muito. E as mulheres devem, o tempo todo, estar em processo de resistência, falar sobre isso, para que essas coisas deixem de ser cotidianas. Mas, e as mulheres gordas?

            Vamos ser bem sinceros, né? A gente ouve muitas pessoas magras falarem sobre assédio e eu diria que 70% destes depoimentos são de mulheres magras (vou logo avisando que sou péssima em estatísticas). E a gente tende a generalizar essas opressões. As mulheres gordas também sofrem com o assédio sim. Mas, diferente das mulheres magras, as mulheres gordas sofrem um assédio que tem um olhar “fetichizado”, isto é, as pessoas olham as mulheres gordas como seres “sobrenaturais”, algo fora do comum e notícias sobre “conheça o fetiche de fulano por pessoas gordas”, etc, são bem comuns. A gente nunca vê “conheça o fetiche de fulano por pessoas magras” por aí, ou notícias como “fulano fez um ensaio sensual com pessoas magras”, mas engraçado como o GORDA é sempre enfatizado como algo surreal ou, como aprendi na faculdade de jornalismo, o comum e trivial nunca aparece como notícia quente, né?  Mas a mulher gorda aparece, infelizmente:

gordinhanoticia

Enfim, o que acontece é que: Sim, mulheres gordas sofrem assédio e esse assédio é uma ferramenta própria do machismo, tanto quanto a gordofobia. E qual a relação de ambos? Acho que já deu pra perceber que as mulheres gordas muitas vezes também são coisificadas, objetificadas, por não se encaixarem dentro do padrão de gênero feminino que está cristalizado socialmente e que a gente, querendo ou não, reproduz.  Já é difícil, como mulher, se enquadrar nos padrão de feminilidade normativo imposto pela sociedade, imagina para uma mulher gorda! Ela não pode ser tão mulher quanto as outras. Ela é uma “mulher diferente” e sempre vai ser vista como esse olhar “diferenciado”  e ela não vai ser tão mulher como as outras. E o nome disso, meus caros, é machismo também. E, claro, quem ama ou curte mulheres gordas também entram no patamar do exótico, porque parece que a gente não pode amar as pessoas como PESSOAS. A mulher gorda é posta em um contexto engraçado, estranho, exótico, fora do normal.

E o pior, tem gente que acha que merece um pirulito por amar mulheres gordas, olhem só esse rapaz que é do meu círculo social e insiste em falar comigo:

4

O corpo é onde se que constrói quem nós somos, nosso gênero, o que sentimos e como seremos. E os homens acham que as mulheres gordas devem agradecer por elas terem sido cantadas na rua, ou acham que amar uma mulher gorda deve ser feito escondido, ou procuram mulheres especificamente gordas para encontros, relações. Precisamos reaprender a amar e parar de achar que “tudo é uma questão de gosto”. E precisamos também pensar e repensar o porquê gostamos mais de uma coisa ou de outra.

Algo que me incomodava muito quando eu estava gorda era também não saber quando um cara realmente gostava de você, quando lhe cantava  porque estava interessado ou quando  eu era apenas fruto do riso alheio, como acontece quando a gente acha que as pessoas curtem a página por um motivo e na verdade fazem que nem esse rapazinho que curtiu e compartilhou a página:

3

E além de não saber qual a real intenção de quando alguém nos paquera ou assedia, temos também que nos sentir LISONJEADAS pelo assédio. Que maravilha, hein? Além de nunca ser vista como pessoa, quando somos, acabam nos exotificando e nos colocando dentro de um fetiche que, muitas vezes, não nos sentimos nem um pouco confortáveis. E mais! Devemos levantar as mãos para o céu e agradecer porque apareceu um homem para nós! Lembrem: nossa vida não gira em torno de homens nem para homens. Precisamos, primeiro, aprender a nos amar.

Mulheres gordas não precisam de piedade e não precisam do amor dos homens. As pessoas precisam deixar de colocar nas nossas cabeças, como, por exemplo: que a gente devia agradecer “que fulano gosta de você. Porque é difícil achar alguém que goste de você do jeito que você tá, né?”, como eu já ouvi em casa e já ouvi uma amiga falando. Devemos é aprender a nos amar mais e entender que não somos obrigadas a aceitar as cantadas dos homens na rua, como se eles estivessem fazendo um favor em nos achar bonitas. Cantada não é elogio, é assédio e nós não devemos baixar a cabeça pra isso. Parem com o assédio, evitem outros #primeirosassédios  na rua, em casa, na internet ou onde quer que sejam. E homens, parem de curtir nossa página no intuito de procurarem relacionamento ou deixar whatsapp, tá ficando chato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s