O caso da feminista que quer emagrecer

O caso da feminista que quer emagrecer

por Evellyn Lima

Quando você se posiciona socialmente enquanto feminista o que não falta são questionamentos e vigilância comportamental vindos de todos em todos os espaços. “Mas você é feminista e se depila?  Então você não é feminista!”. Você é feminista e hétero? Não é feminista o suficiente.” “É feminista e quer casar e ter filhos? Devolve aqui a carteirinha de feminista”. Além de vir dos outros, às vezes esses questionamentos partem também de nós mesmas, como se fossemos incoerentes e/ou hipócritas. Mas é assim, é processo.

Assim, quando se é feminista e militante contra gordofobia, os questionamentos se avolumam. Se for feminista, militante contra a gordofobia e quer emagracer então, essa fiscalização se multiplica. Sou feminsita, militante antigordofobia e por enquanto não estou tentando emagracer. Veja, eu não disse que eu NÃO QUERO ou NÃO GOSTARIA porque quem nesta sociedade gordofóbica não é forçado a querer emagrecer, não é mesmo?! Mas por enquanto minhas prioridades e desejos são outros e na minha lista de prioridades emagrecer não aparece nem na décima posição, pois é um esforço que ainda não me parece vantajoso.

Mas é muito fácil entender porquê as pessoas, sejam elas feministas e militantes contra a gordofobia ou não, querem emagrecer. É muita coisa que se ganha só pelo fato de ser magra. Sendo magra eu não sou piada na televisão, na mesa do bar, na sala de casa. Sendo magra eu não vou me sentir a pior candidata naquela entrevista de emprego. Sendo magra eu vou ser paquerada na balada. Sendo magra talvez eu fique mais segura para aquele encontro com o crush do Tinder. Sendo magra eu não vou ficar com medo de não passar na catraca ou sentar naquela cadeira de plástico do bar. Sendo magra vou encontrar milhares de opções de roupa. Sendo magra eu não vou ter ninguém vigiando meu prato no selfservice ou no McDonalds. Sendo magra eu vou ser fotografada na balada. Enfim, acredito que já deu pra entender que a lista de benefícios sociais que se adquire quando se é magra ou quando se emagrece é gigantesca. Ou seja, quem não quer?

(Para além de tudo isso, lembre-se que Emagrecer não resolve seus problemas, como escreveu Marcella Alencar)

A psicóloga Marjorie Vicente diz que:

Há uma corrente de teóricos que acreditam que, com tantos avanços femininos (podemos acrescentar ‘feministas’ aqui, né?), a ditadura do corpo ideal é uma forma de ainda deter a mulher. E faz sentido, já que a maior parte acaba cedendo à pressão”.

E não se culpe por ceder. É o esperado. É o que todo mundo quer e trabalha para (todas as pessoas, todas as indústrias…). Esse vídeo aqui da Jout Jout fala um pouco sobre isso.

Mas ao ceder é importante entender o porquê, refletir e assumir suas escolhas. Vejo pessoas do movimento tentando emagrecer mas sempre de uma forma velada, tentando mascarar seu verdadeiro objetivo: “não, é só porque eu estava muito sendentária”, “não, é porque eu AMO malhar mesmo (pode ser, eu acredito)”, “estou fazendo só porque o médico pediu”, “é que estou trabalhando muito, nem percebi que estava emagrecendo”, “to bem chateada porque emagreci, sabe?”.

Todas essas afirmações podem ser realmente verdadeiras, mas quase sempre faz parte de um receio de dizer: SIM, sou FEMINISTA, luto contra a GORDOFOBIA e estou tentando EMAGRACER. Não tenham esse medo porque 1. Ninguém tem nada a ver com o que você faz ou deixa de fazer com o seu corpo. Isso é feminismo; 2. É totalmente compreensível toda mulher querer emagrecer, pois isso lhe dá um passaporte para ocupar um lugar social mais agradável. O magro ser o belo é construção social; 3. Assuma suas escolhas, sem medo. 4. Seja sincera com você e com os outros, é bem chato quando escutamos aquelas frases ali de cima apenas para tentar “não magoar a tadinha da gorda”.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s